sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Esclarecimento





Vítor Frazão demonstra através de documentação, que só a partir de 2015 poderá fazer saneamento básico no Olival! Aqui está a digitalização da última página do documento de várias páginas do qual esta é a conclusão, entregue aos vereadores em reunião de Câmara, e assinado pela Chefe de Divisão do Ambiente Paula Alexandra Neves do Couto Marques - Engª, que comprova a intenção da CMO de, até 2015, não dispender verbas com saneamento básico nas freguesias de Olival e Ribeira do Fárrio.
Como facilmente se pode verificar, não está assinado por Paulo Fonseca, sendo este o documento que foi apresentado ao MOIA e do qual PF falou no Olival, no debate entre ele e o candidato da CDU, ao qual Vítor Frazão (também convidado) faltou, com a justificação canhestra de "por questões de agenda não poder estar presente" encontrando-se, contudo, numa inauguração a 100 m.
Excelente gesto de cidadania do MOIA, ter alterado o horário do debate, por forma a que mais Olivalenses pudessem estar presentes após o evento onde esteve Vítor Frazão, no entanto, o actual edil e candidato pelo PSD, demonstrou de forma inequívoca que não reconhece o MOIA como movimento cívico independente para a freguesia do Olival revelando, assim, a sua falta de humildade para debater/apresentar ideias por e para os cidadãos.
Aqui pela blogosfera, um esquisofrénico em desespero, vai tentando de forma tacanha e persecutória distorcer as palavras de Paulo Fonseca, alinhavando de forma grotesca "textos" de qualidade duvidosa.

* Clicar em cima da imagem para ampliar.

2 comentários:

m.nalua disse...

Ele há gente que, além de outros problemas, sofre de iliteracia ao nível da interpretação de textos, gráficos, tabelas, etc. etc.
Ainda há aulas para adultos? Aparece por aqui um comentador(a) que precisava...

mlu disse...

É de lamentar a falta de respeito do Dr. Vítor Frazão pelo MOIA, um movimento cívico de cidadãos já bem reconhecido.
Atitudes destas são, para mim, faltas de respeito pela própria democracia, o que é grave!