sábado, 29 de agosto de 2009

Vendedor de serviço

quase 500 pessoas???
Marcelo Rebelo de Sousa veio ao concelho de Ourém fazer o trabalho de casa que lhe foi encomendado. Primeiro o de orador, comentando a realidade concelhia do alto da sua cátedra, como se fosse detentor da verdade, criticando quem nasceu no concelho, aqui mantem fortes laços familiares e a este se candidata como Presidente da Assembleia Municipal.
Esqueceu Marcelo R Sousa os anos em que foi presidente da Assembleia Municipal de Celorico de Basto, sem sequer lá ter nascido, sem lá morar, somente pelo facto de ser a terra natal dos seus avós? Onde está a credibilidade das suas afirmações? Engraçado, como se fazem oratórias destas viradas para dentro, para uma assembleia ávida de encorajamento, que lhe sorve as palavras mas, de fraca memória.
Segundo veio fazer o papel de promotor de vendas (sem ofensa a estes profissionais!) e vendedor de serviço. Serviram os seus préstimos para promover o lançamento e venda "in loco" de um livro sobre o poder laranja no concelho, o excepcional poder, o incontestável poder laranja de há três décadas a esta parte e o trabalho que fizeram. Do livro não consta, infelizmente, o trabalho que não fizeram. É pena. Talvez alguém o venha um dia a fazer.
As zurzidelas na oposição já se esperavam, não por falta de mérito do candidato opositor, mas por demérito do orador que falou de quem desconhece. Diz Marcelo no seu blogue que estiveram quase(?) quinhentas pessoas? É pouquíssima gente para tantos anos de satisfação!!!

3 comentários:

João Heitor disse...

500 pessoas e 600 livros vendidos...
Divida-se por dois.
Tudo.
O número de pessoas.
Os livros vendidos.
O conteúdo do livro.
Desçam à terra porque o oásis é na Margem Sul...

maria mar disse...

"...quase 500 pessoas e 300 livros vendidos". Se diz "quase" é porque a coisa foi bem menor...

Dartagnam disse...

Se tiverem duvidas, consultem as imagens desse evento no blog do http://vitorfrazaoourem.com/ e façam as contas. É fácil, barato e não deixa duvidas. Basta saber contar.